Guia sobre parceria entre blogs e marcas

19 maio 2017

Em um blog, trabalhar com marcas não é apenas uma maneira de ganhar dinheiro ou receber produtos, é também uma oportunidade de aumentar o público, compartilhar produtos e conteúdos úteis - e diferentes - com os seguidores, além de ser uma forma de construir um relacionamento com os parceiros.
Porém, muitos bloggers estão perdidos quando se trata de conseguir parcerias para o blog e trabalhar com marcas, as dúvidas mais frequentes estão relacionadas a como e onde encontrar empresas, abordá-las, enviar email corretamente, se deve cobrar, quanto cobrar e como tornar uma experiência positiva para os dois lados. 

Eu já passei por isso, e nesses 3 anos levando um blog eu aprendi bastante em relação a esse assunto. Por isso, hoje trago um guia sobre parceria entre blogs e marcas, pega um lanche, senta e leia tudo com muita atenção!

Saiba como funciona a parceria entre blogs e marcas, como entrar em contato, como e quanto cobrar.


O objetivo de uma parceria é criar um relacionamento mutuamente benéfico com a marca: você usa sua plataforma e a influência para promover um produto, gerando divulgação e vendas, e por sua vez a marca fornece produtos e dinheiro como forma de pagamento.

Não é necessário ter uma tonelada de seguidores e milhões de visitas para buscar parcerias para o seu blog, mas é necessário ter um público e influenciá-lo. Se você não é vista e não tem influência, infelizmente não tem muito para oferecer, pois, dessa forma o trabalho beneficiará somente um lado (o seu).

Você pode ter iniciado um Blog ou canal no Youtube recentemente, tendo poucas visitas e seguidores. Porém, bem antes deles já tinha uma página no facebook ou perfil no Instagram que tem 10.000 seguidores/curtidas + um bom alcance. Em casos como esse, você pode trabalhar com a plataforma principal que tem mais visibilidade e lançar seu blog ou canal como um bônus.

Sempre que busco parcerias ofereço meu blog como plataforma principal, de todas as redes ele é o que menos tem seguidores, porém, tem um alcance muito maior recebendo visitas do Google, Pinterest, Bing, Yahoo, Uol, Instagram, Facebook, Google+ e sites que o linkam. O instagram e facebook são oferecidos como bônus na parceria.

Onde encontrar marcas e entrar em contato?


Para encontrar as marcas do seu nicho você pode visitar outros blogs, na aba de anunciantes, ou vê para quais empresas estão realizando posts patrocinados. 

Outra forma são as próprias redes sociais, em especial o Instagram. Já aproveita e segue, conhece os produtos, vai criando um laço com a marca, curtindo, comentando, marcando em publicações - se você usa os seus produtos - e só depois tenta uma parceria, se realmente faz uso dos produtos e gosta, terá mais destaque e mais chances de receber um SIM

Porém, não faço contato via inbox no facebook ou direct no Instagram, visite o site da mesma e procure a opção "Contato". Se acontecer de no site não haver um contato para o marketing da empresa (acontece muito), e você tiver um real interesse, faça contato pelo SAC solicitando o contato responsável para tratar desses assuntos.

Tenha um endereço de email com seu nome ou nome do blog, de preferência sem tantos números incluídos (soa não profissional) e fácil de entender.

Como e o que escrever no email?


→ Preencha o campo Assunto com uma frase curta, de fácil compreensão e que resuma claramente o teor do seu email.

→ No início dos emails sempre faça uma saudação.

→ Faça uma introdução sobre você e principais tópicos do seu blog, que não ultrapasse duas linhas.

→ Mencione o por que gosta da marca, dos produtos, suas razões para querer trabalhar com ela e quais os resultados esperados com a parceria. Pretende converter em venda? Ou apenas divulgar? Deixe a empresa saber!

→ Acrescente também sua média de visualizações mensais, alcance e número de seguidores.

→ Nunca escreva palavras em letras maiúsculas. Na internet, isso pode soar como um grito. Para enfatizar uma palavra ou frase, digite-a em negrito ou entre asteriscos.

→ Procure ser breve. Nem sempre o destinatário pode ler emails longos.

→ Considere a necessidade de usar espaço maior entre os blocos de texto para indicar a mudança de parágrafos.

→ Ao final da mensagem, use formas de encerramento, em geral usa-se Atenciosamente. Assine o email ou crie uma assinatura eletrônica (tipo um banner) contendo nome, empresa (nome do seu blog) e cargo (digital influencer, blogger, fotografa).

→ Cuidado com os erros gramaticais ou de concordância. Um simples erro de digitação pode comprometer toda a sua mensagem. Por isso, releia tudo o que escreveu sempre antes de enviar.

FONTE (adaptado): Livro Comunicação escrita, 2° edição, de  Raquel Bahiense; Senac Nacional - Rio de Janeiro - 2014.

Devo cobrar ou apenas aceitar o produto como pagamento?


Infelizmente, em pleno 2017, bloggers, youtubers e influenciadores digitais ainda não são levados a sério como deveria. Quando você alcançar uma visibilidade a nível de já ser procurada pelas marcas, aparecerão várias propostas inusitadas, e a maioria delas não tem pagamento em dinheiro no meio.

Hoje, muitos 'new bloggers', e até os que têm bom alcance, mas não tem tanto entendimento, acabam aceitando apenas o produto como pagamento (permuta).

Você precisa considerar:

→ Roupa no valor de R$100,00 não pagará suas contas, gastos e reparos no blog/canal, investimentos em computador, câmera, cenário, editores de imagem, deslocamento até o local das fotos ou até mesmo um fotografo caso você cogite contratar. Tão pouco cobre o tempo e energia que será gasto na produção do artigo e das fotos.

→ A marca te divulgar em suas redes sociais também não conta pagamento.

Quando devo cobrar?


Trabalhar por permuta logo no início é bastante vantajoso, você recebe o produto, testa e dá sua opinião, pronto, tem um novo conteúdo para o blog e a marca está presente em mais um espaço online. Porém, quando é fechado uma "permuta" mas a marca quer impor exigências, repense se não é o caso de cobrar. Veja exigências feitas em casos de posts pagos, não por permuta:

Estilo e quantidade de fotos decididos pela marca 
Prazo de entrega do post/vídeo e fotos estimados pela marca
Quantidade de fotos que você deve postar nas redes sociais decididos pela marca
A marca decide como você deve escrever o post ou as legendas das fotos

Decidi listar essas exigências pois, pelo menos uma vez, você encontrará marcas propondo permuta e te fazendo inúmeras exigências. Permuta ou receber press kit não funciona assim!

Quanto devo cobrar?

Continua depois da publicidade:



A verdade é que ninguém nunca chegará até você e dirá: você deve cobrar X valor. Não é à toa que quase não se fala em números, e isso não é por ser ruim ou não querer ajudar as colegas. A questão é que meu preço jamais será igual ao seu, ao da blogueira fulana ou ciclana, pois nosso trabalho e condições de trabalho são completamente diferentes.

Há várias fórmulas para calcular o seu valor, elas são um ótimo ponto de partida para quem deseja ter ideia de quanto deve cobrar, porém, há alguns pontos que você deve observar antes de dar o seu preço.

Quantidade de engajamento: A maioria das fórmulas levam em consideração a quantidade de pageviews mensais na hora de calcular o valor, e sim, elas são importantes, porém, necessitam ser somadas ao engajamento que seu blog recebe. Se você tem cerca de 100.000 pageviews mensais mas quase nunca recebe um comentário, então esses números não valem muito. As marcas têm mais interesse no engajamento do que nas visualizações e número de seguidores!

É importante lembrar que trata-se de comentários reais, e não os que são feitos em base de trocas.

Quanto tempo leva para escrever um post ou gravar e editar um vídeo? A maioria dos meus posts são extensos, não tendo menos de 500 palavras, e, dependendo do assunto, eu levo até 3 dias para finalizar. Por isso, nunca baseio meus valores no valor de um blog que entrega um post com apenas 300 palavras.

Você paga fotografo ou alguém para editar seus vídeos? Ou você é o fotografo e o editor? Isso é um ponto a considerar, pois, não é qualquer um que tem o talento de fotografar de forma criativa ou editar um vídeo de forma dinâmica. Grandes produções precisam de remuneração!

Seu post será corretamente otimizado para mecanismos de pesquisa? Falar para uma empresa que o artigo será devidamente encontrado nos maiores buscadores dá a sensação de olhinhos brilhando, e a maioria aceita rápido. Seus conhecimento em SEO também devem ser cobrados, afinal, não é qualquer pessoa que consegue jogar um post nas primeiras páginas e posições do Google.

Se uma marca te procura para propor um trabalho, ela está vendo em você um potencial e provavelmente estarão dispostos a pagar por isso. Ao cobrar e aceitar ser paga você está dizendo: sim, o que faço é um trabalho, e eu mereço ser paga pelo tempo, energia e criatividade que será dedicado a essa parceria!

Use a calculadora de publieditorial do blog Sernaiotto, tenha o seu valor inicial e vá acrescendo ou retirando alguns reais conforme as suas necessidades.

Clique AQUI

Eu a usei para saber o valor do meu publi, bora ver?

Quanto cobrar por um publipost?

E o valor do meu publi é R$142,00. É caro? É barato? Isso quem decide sou eu e quem deseja pagar. 

O que está sendo cobrado:

→ Horas gastas trabalhando, incluindo horas de fotografia e edição.
→ Visualizações de páginas mensais, onde 75,49% desse tráfego é orgânico, R$12,29% é direto, 7,87% é social e 4,34% é de referência (dados do Google Analytics).

O que eu ofereço:

→ Post completamente otimizado para mecanismos de pesquisa, escrito e formatado para ser encontrado nas pesquisas do Google e demais motores de busca.
→ Fotos de minha autoria.
→ Divulgação no Instagram (11.790 seguidores | 6.000 de alcance por publicação), facebook e google+.
→ Até 3 links para empresa, obedecendo as diretrizes do Google para links pagos.
→ Post em destaque por até 1 mês, em versão mobile friendly, sendo visto na lateral do blog por quem acessa pelo celular.

Não há regra sobre o valor você deve cobrar, quem decide é você, coloque na ponta da caneta todos os investimentos e tempo gastos com a sua plataforma de trabalho! 

Mas, e se a marca não estiver disposta a pagar?


Aceite a afirmação numa boa, não seja grossa e nem deixe de responder. Informe que não há espaço no seu calendário editorial para trabalhos não remunerados, agradeça o contato e deseje boa sorte. Não se sinta mal por estar valorizando seu trabalho! 


Note que a todo momento eu cito a palavra trabalho, se você leva o blog como um passa tempo, tem tempo, disposição de sobra e um trabalho fora, pode ser que trabalhar por permuta sempre seja uma boa! 😉 

O post ficou grande, né? E se eu fosse acrescentar tudo o que ainda está faltando ficaria ainda mais extenso. Dependendo da aceitação desse post, eu faço uma parte 2.

RESUMO: GUIA SOBRE PARCERIA ENTRE BLOGS E MARCAS ↓
→ Numa parceria o trabalho é mutuamente benéfico.
→ Você precisa ter um público e influência para ter algo a oferecer, mas não é necessário milhões de visitas e seguidores.
→ O engajamento e a qualidade são mais valorizados que a quantidade.
→ Encontre a marca e firme antes um relacionamento, só em seguida tente uma parceria.
→ Faça contato sempre por email, tratando com o responsável pelo marketing.
→ Passe a cobrar quando tiver gastos extras com a produção dos trabalhos (já deixou de ser passa tempo para ser trabalho).
→ Em permuta não são feitas exigências, o acordo é realizado entre as duas partes, mas, sem exageros.
→ O seu preço nunca será igual ao de blogueira X (e nem deve).
→ Use fórmulas e calculadoras para ter uma noção do seu preço, ajuste se for necessário.

Não esqueça de deixar seu comentário, indicar o post, seguir o blog e acompanhar nas redes sociais:

@simplesbellablog INSTAGRAM || Simples Bella FACEBOOK

CONFIRA MAIS DICAS SOBRE:


CONTATO:

24 comentários:

  1. Achei esclarecedor obrigada http://dicasdacr1s.blogspot.com.br/2017/05/pinterest.html?m=1

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito das suas orientações. Depois de um diálogo que foi gerado ontem a noite a respeito dessa " tema" parei para refletir muito e depois desse post conseguir entender a diferença entre publieditorial e por permita. Já fiz os 2 tipos de parcerias mais vi que saí em desvantagem em um deles. Gostei muito do post,bem completo essa parte do SEO é algo que preciso dominar urgente..(obs:excluir um comentário anterior que fiz pq saiu com erros ortográficos. Essas correções pelo celular em vez de acertar faz ao contrario). Bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre de início, e sem muita informação, a gente acaba aceitando parcerias que são furadas, eu também já passei por várias dessas.
      Que bom que gostou do post <3 obrigada por ter comentado!

      Excluir
  3. Adorei Nanda, estou começando a buscar parcerias agora (claro sou pequena ainda e não tenho muito alcance então estou procurando empresas que tenha o mesmo nível que eu) e estou tendo um pouco de retorno. Estou investindo mais nas redes sociais e em mim mesma. Esse relacionamento com a empresa é muito bom e graças as suas dicas estou conseguindo firmar meu negócio.

    Gostaria da segunda parte se puder fazer. Te admiro muito!! Abraços :3

    http://www.manequim-alternativo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, fico feliz que tenha gostado e comentado. Logo mais estarei preparando a segunda parte para sanar mais dúvidas.
      Obrigada pelo carinho <3 BEIJOS

      Excluir
  4. Tu e teus guias super completos cheios de dicas! Adorei saber de tudo, ainda não tenho parcerias e é sempre bom se informar. Essa calculadora é show! Ficou mara o post *-*

    Beijos!
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ótimo post muito útil beijos
    www.denisemendoncablog.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, gostei das dicas, bem interessantes e uteis. É bem legal ter parcerias, e tem marcas que são bem exigentes.
    ah, gostei do seu blog, rs.. e já estou seguindo!


    Dezesseis

    ResponderExcluir
  7. A cada dia que passa seus posts ficam ainda melhores.Não consigo mais me surpreender!Espero um dia chegar ao teu nível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode até ser melhor, treina bastante que tu consegue! <3
      Obrigada.

      Excluir
  8. Como sempre seus posts são maravilhosos, muito bem explicados e esclarecedores, ainda não consigo dominar a parte do SEO :/, mas estamos na luta rsrs. Obrigada por compartilhar o seu conhecimento com a gente, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como tudo, é só questão de prática. Pra mim antes era uma dor de cabeça, hoje o cérebro faz automaticamente! kkkk

      Excluir
  9. Olá?! Adorei teu post guria. Realmente você deu dicas preciosas sobre parcerias. Salvei no meu app de links seu post pra ter ele sempre a mão. Hehehe ����

    ResponderExcluir
  10. Que bom que você voltou com o blog, estava com saudades dos seus posts.
    Tenho uma dúvida em relação a essa calculadora, devo colocar as visualizações de páginas apenas do último mês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode colocar a média dos últimos 3 meses!

      Excluir
    2. Ah sim. Obrigada, Nanda. Beijos :)

      Excluir
  11. Olha Nanda vou contar pra você umas coisas chatas que aconteceram comigo esses tempo que ilustra bem o fato de nos influenciadores não sermos levados a sério. Uma marca gringa me enviou e-mail para fazer post publicitário, me fez algumas exigências, me pediu o valor e quando eu passei o valor que eu acredito ser justo, visto que a publicação vai ser toda uma pesquisa feita por eu para a loja, a marca falou que só pagaria 5 dólares na publicação 😪😩 eu inocente falei que era inviável e que o valor mínimo como simbólico teria de ser 10 dólares, pelo menos, aí a marca fez novas exigências, de "justificou" e impôs então colocar banner no blog por 4 meses e s publicação. Fiquei muito chateada, faço parceria com outras marcas tanto no blog quanto no Instagram é sempre tive um bom retorno de acordo com o trabalho, mas agora percebi que nesse caso tive meu trabalho menosprezado, meu blog é pequeno, tenho ciência disso, mas tenho um bom alcance e tudo que faço é com amor puro. Infelizmente quem não tem milhões de seguidores não é levado a sério por alguns :(
    Beijos, ótima publicação

    ResponderExcluir
  12. Adorei esse post! Realmente muitas marcas não levam nosso trabalho a sério, e isso é uma pena. Nos últimos dias eu aceitei fazer uma parceria por permuta pois eu fui atrás da parceria e era uma marca que eu gostava muito e admiro o trabalho, então não me importei, sabe? Já fiquei feliz só de ter conseguido a parceria. Mas também não é algo para se fazer sempre, afinal, produtos não te sustentam. Achei todas as dicas super válidas, parabéns pelo post <3

    "Letras na Gaveta ❤"

    ResponderExcluir
  13. Adorei o post, e blog fantásticas dicas e que procurava faz tempo. Mas sou Portuguesa e achava que havia um valor especifico para ser cobrado , afinal é o que nós achamos que vale . Adorei e já me orientaste e muito. Excelente post! Beijokas <3

    ❤ Célia Santiago
    Diário Feminino
    FacebookInstagramYouTube

    ResponderExcluir

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores!
- Não são permitidos links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio. Comente porque gostou e não para se promover. Comentários que contenham esse tipo de link serão removidos.
- Seu comentário é muito importante para o andamento do blog e é um grande incentivo para mim, deixe sua opinião, dica, elogio, critica (com fundamento) ou sugestão.
- Deixe APENAS o link do seu blog para que eu possa conhecer. Comentários cheios de links também serão excluídos.
- Não ofenda nem desrespeite ninguém.
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado(a) quando eu responder seu comentário!